domingo, dezembro 10

GANDHI – BORBOLETA DE KRISHNA


A borboleta bateu asas e voou.
Acima dela brilhava o Sol no zimbório azul celeste.
O seu casulo rompido jazia no chão, onde um dia ela fora lagarta.
E ela pensou: “Que transformação! Da prisão do casulo para a liberdade; de lagarta à borboleta, sem nem mesmo saber como ou por quê.
Do meu medo para a Luz!
Que Poder Maior é esse, capaz de operar tal transmutação?
Sem nome ou forma, Ele está em mim.
A Ele eu presto reverência.
A esse Amor, que ama sem nome, que mora em todos os corações.”
De maneira semelhante à borboleta, o doce Gandhi também bateu asas e voou.
Acima dele brilhava a estrela de Krishna no zimbório azul celeste.
O seu corpo magro jazia no chão, onde um dia ele fora indiano.
Mas ele era mais do que isso: era um cidadão do Universo, um avatar da Paz, que descera entre os homens para ensinar as artes da não-violência.


Com o seu corpo espiritual brilhando no éter, ele pensou: “Que transformação! Eu era lagarta pacífica; agora sou borboleta pacífica.
E Krishna está em mim!
Que sua luz ilumine toda humanidade nos caminhos da não-violência.”
Então, ele voou de volta para o seio daquele que o enviara entre os homens.
Ele voltou para o coração cósmico de Krishna, lar de todas as borboletas e homens que têm a coragem de deixar os casulos de suas limitações, para se transformarem em consciências felizes e lúcidas.
O Mahatma Gandhi estava em casa.


Oh, procurei, procurei... haverá mais palavras a acrescentar a este texto?
Pois... eu não tenho.
É fantástico! Conseguirmos deixar... abandonar... esquecer... o casulo das limitações, é mesmo!
E entendermos que somos, de facto, uns seres maravilhosos e criadores.
É quando estamos na nossa plenitude que entendemos que este Ainda é um Mundo Maravilhoso.

Muita paz e muito amor.

26 comentários:

lucy disse...

Olá Amiga!

Mas que maravilhoso texto! Ando há tanto tempo a querer deixar o casulo...mas... acho que tenho medo do passo seguinte. Numas coisas sou ousada, noutras, fico a ver os barcos a passar no horizonte. Vi um filme 'enorme' sobre Mahatma Gandhi. Gostei, deu para ver a saída do casulo até chegar à borboleta. Precisamos de seguir o exemplo dele nos caminhos da não-violência. Um dia destes saio do meu casulo e coloco mais qualquer coisinha no meu blog. Para já, ando com muita preguiça mesmo!

Um beijo para ti querida Cachorrinho

Anónimo disse...

Olá Difusão da Alma, gostaria de saber se tens recebido os meus mails
Beijinhos Magda

lucy disse...

Hoje não consigo deixar comentários, vou tentar... pode ser que sejas mais abençoada!

lucy disse...

Ups! Consegui! Saí do casulo, amiga! Graças a ti, obrigada!

Mil beijos

Anónimo disse...

Há momentos de Amor Maior no qual somos em que a necessidade de procurar palavras já não faz sentido...

Noutro nível preenchidos e serenos ondulamos na leveza sideral de ser luz pulsando em cor e melodias inefáveis...

Across the Universe do Terry Oldfield pode ser a futura humanidade cantando aos céus onde Anjos de Luz envolvem a Terra... LINDO!!!

Anónimo disse...

A tua música ajuda-me sempre.
Thank you!...
(Sem karma, seja de um tipo ou de outro...:)
Vou comprar esta, também. Ainda vou à falência :))ai ai

Até amanhâ, Cachorrinho borboleta*

CN (podes tirar Spente le Stelle,se quiseres. Há dias ouvi-a num sítio muito improvável para este tipo de música. É a música da Cachorro-pensei- ai que tou mesmo maluca!... Mas não era imaginação. Estou sã, afinal...:))

Cachorro Cosmico Branco disse...

Lucy,

Diz antes... Graças a ti!
Só nós somos capazes de fazer algo por nós próprios, e é nesta altura, em que o compreendemos, que conseguimos dar o passo.

Lao Tse já dizia, "A journey of a thousand miles begins with a single step" - Uma viagem de mil kilometros começa por um pequeno passo.

E é assim que tem que ser a nossa caminhada, passo a passo, serenamente.

Abraço-te

Cachorro Cosmico Branco disse...

Lumen Origine,

As palavras são tão desnecessárias quando conseguimos sentir um amor imenso dentro de nós que nem conseguimos proferi-las seja de que forma fôr. Estamos protegidos, calmos e envoltos na luz.

Nada mais resta...

Nos meus longos braços cósmicos, te abraço

Cachorro Cosmico Branco disse...

CN,

A minha música, ajuda-te porque te dispões a deixar-te ajudar por ela. Fico feliz por ti.

Vibra nestes sons que são angélicos.

A Emma Chaplin também sabe bem ouvir. Vou deixá-la para quando te quiseres curar com ela. ;)

Até amanhã então.

lucy disse...

Amiga:

Já tentei várias vezes comentar no 'Lumen Origine' e no António, mas não dá mesmo. Pelos vistos por aqui dá. Vá-se lá perceber estas 'entradas' da Internet.

Também passo por aqui para ouvir a 'música das esferas'.

Beijo cósmico

Anónimo disse...

Sabes, andei a dar umas palmadinhas nas costas da conta 'Beta' e lá me deixaram comentar. Esta gente da Internet é assim! Agora, ando como borboleta tonta a comentar nos blogs masculinos.

Mais um pretexto para ouvir o maravilhoso som das esferas...

(hás-de ensinar-me a colocar música no blog, sim?)

Abraço feliz, de borboleta correndo de flor em flor.

Anónimo disse...

Sou eu outra vez. Ando sempre a pensar na nossa amiga Astrid. Creio que ela está a sair de um pesadelo. Esta música chama por ela... as vibrações dos nossos corações hão-de alcançá-la.

Cachorro Cosmico Branco disse...

Lucy,

Já lhe enviei tanta energia, tanta luz, se soubesses.
De vez em quando sinto o meu coração com aquela dor, de chacra a abrir, e lembro-me dela, e sei que ele (o meu coração) se abre para lhe enviar um pouco mais de energia.


Tenho a certeza que ela sente esta onda de energia que lhe enviamos.

Mas, sabes, não temos o poder de interferir no caminho dela nem do da familia.
Se calhar era também positivo enviarmos muito amor para o filho dela que está com problemas.
Talvez conseguissemos um pouquinho mais.

Anónimo disse...

Simplesmente porque todos nós necessitamos de um abraço de quando em vez, deixo um abraço do fundo da minha alma para ti.

Se quiseres no blog http://lumenorigine.blogspot.com/ podes visualizar os vídeos Os Abraços são Grátis.

Anónimo disse...

Sim amiga, também penso muito no filho dela e as lágrimas vêm ao coração. Vamos orar e sentir que tudo será como tem de ser. Não a abandonaremos, os nossos pensamentos positivos caminharão até ela.

Esta música faz-me chorar...

Anónimo disse...

Estou a precisar de ouvir música de tambores, música com rugidos de leão, etc

beijinho
CN

Anónimo disse...

Que Krishna esteja em todos nós. Por conversa telefónica com ela, soube que a nossa amiga A. sente-se melhor, mais serena. O centro de preocupação dela está no filho, infelizmente, ameaçado de uma doença não curável, tendo ele entrado em negação profunda. Tenho concentrado as minhas energias nos dois, mas especialmente no filho, consciente que ser apenas uma ajuda, um conforto, pois é o caminho dele. É a pedido dela que se está a enviar luz e orações, pois fez esse pedido em vários sítios.

Um abraço.

Anónimo disse...

Simplesmente lindo o texto, as imagens das borboletas, a música... Só te posso desejar que voltes também, como Mahatma Gandhi, para o coração cósmico de Krishna um dia. Por enquanto continua a presentear-nos com textos tão belos como este.

Bem hajas.

Fica bem...

Cachorro Cosmico Branco disse...

Antonio,
Pois... contra as escolhas de cada um nada podemos...
Continuemos então a enviar luz e amor para ambos.
Um abraço

Cachorro Cosmico Branco disse...

A Mónada,

Para ti, um sorriso de cumplicidade e um obrigada pelo teu desejo.
Que te aconteça também o mesmo a ti.
Uma vez que o Universo é abundância, e há que chegue para todos, que saibamos então escolhê-la para as nossas vidas, sob todas as formas.

Um abraço para ti,

lucy disse...

Por onde andas amiga? Já voaste para o espaço?

Beijinhos a esvoaçar.

Cachorro Cosmico Branco disse...

Oh! De vez em quando, Lucy, de vez em quando.

Ainda ontem a jogar às escondidas com as minhas pequenas, o pai lhes dizia isso... A mãe eclipsou-se...

Mas não, estou por aqui, cheia de coisas para fazer e tenho tido pouco tempo para cuidar deste cantinho...
Entre trabalho, crianças, terapias, prendas, Natal, crianças... ufff.... às vezes não dá para tudo.

Voltarei em breve.
Estás bem?

Beijo grande e um ABRAÇO daqueles.

Anónimo disse...

BOAS FESTAS, CACHORRINHO BRANCO.
:)
UM ABRAÇO PARA SEMPRE
CN*

Lumen Origine disse...

Um grande abraço e um Feliz Natal na Luz dos nossos Corações para o nosso mundo, para a Mãe Terra.

António Rosa disse...

Vim aqui desejar umas festas felizes, sobretudo que seja um fantástico ano de 2007.

Hoje, o meu blogue cumpre o primeiro aniversário. Recordo-me que foi criado debaixo de uma neura natalícia tremenda.

Abraço.

António

Cachorro Cosmico Branco disse...

A todos os que me desejaram, entretanto, um feliz Natal...
Tenho no post seguinte a resposta para todos.

Com muito Amor

Selos

EU SOU LUZ E QUERO ILUMINAR...
Cada passo do meu caminho para poder partilhá-lo contigo.