quarta-feira, outubro 14

Os 12 Trabalhos de Hércules - 2º Trabalho








Os 12 Trabalhos de Hércules

é um trabalho conjunto elaborado

por





Onda Encantada (Difusão da Alma)

Shin-Tau (Grimoire do Mago)






Para a jornada da alma

Escolhemos abordar os seguintes temas

Mitologia, Astrologia e Tarot






2º Trabalho

“A Captura do Touro de Creta”
O aprendizado sobre a natureza dos desejos.


Mitologia

Triste e só Hércules segue o seu Caminho para realizar o 2º trabalho.

No horizonte erguia-se a ilha onde vivia o touro que ele deveria capturar. O touro era guardado por um labirinto que desnorteava os homens mais audazes: o labirinto de Minos, Rei de Creta, guardião do touro.
Cruzando o oceano até à ilha ensolarada, Hércules iniciou a sua tarefa de procurar o touro e conduzi-lo ao lugar sagrado onde habitam os homens de um só olho, os Ciclopes.

De um lugar para o outro ele caçava o touro, seguindo a luz que brilhava na testa do animal. Sozinho ele perseguiu-o, encurralou, capturou e montou, e assim guiado pela luz, atravessou o oceano rumo à terra dos Ciclopes que eram três e chamavam-se Brontes, Esterope e Arges.
É importante observar que Minos, Rei de Creta, o dono do touro sagrado, possuía também o labirinto no qual o Minotauro vivia, e o labirinto tem sido sempre símbolo da grande ilusão. A palavra “labirinto e o touro é um destacado símbolo da grande ilusão. Estava separada do continente, e ilusão e confusão são características do eu-separado, mas não da alma em seu próprio plano, onde as realidades grupais e as verdades universais constituem o seu reino.
Para Hércules, o touro representava o desejo animal, e os muitos aspectos do desejo no mundo da forma, a totalidade dos quais constitui a grande ilusão.
O discípulo, tal como Hércules, é uma unidade separada; separada do continuente, símbolo do grupo, pelo mundo da ilusão e pelo labirinto em que vive. O touro do desejo tem que ser capturado, domado e perseguido de um ponto a outra da vida do eu-separado, até ao momento em que o aspirante possa fazer o que Hércules conseguiu: montar o touro.
Montar um animal significa controlar. O Touro não é sacrificado, ele é montado e dirigido, sob o domínio do homem.


Astrologia

Este trabalho está associado ao signo de Touro e a Escorpião. A consumação do trabalho é realizada em Touro, e o resultado da influência deste signo, é a glorificação da matéria e a subsequente iluminação por seu intermédio.

Tudo o que actualmente impede a glória, que é a alma, e o esplendor que emana de Deus dentro da forma, de brilhar em sua plenitude, é a matéria ou aspecto-forma. Quando esta tiver sido consagrada, purificada e espiritualizada, então a glória e a luz poderão realmente brilhar através dela.

Neste trabalho procura-se vencer o desejo, representado pelo dono da ilha, que tem por alimento a fraqueza daqueles que se perdem, na tentativa de capturar o Touro ou o corpo e que são comandados pelo ego.

Aqui o trabalho de resgate do submundo (Escorpião), representa as pessoas que no passado ficaram ligadas ao desejo e que não trabalharam a forma mas sim a sedução, que não materializaram e se apropriaram das vontades daqueles igualmente dominados pelo ego e pelo desejo. Ao trazer este desejo à consciência e dominá-lo é ter o poder de vencer os vícios e as forças negativas.



Tarot

Depois de uma lição dura e “falhada” como a anterior, o herói vira-se para dentro de si e vai em busca do seu poder. Para isso o herói terá de encontrar o touro desenfreado que habita no labirinto e levá-lo para um lugar sagrado onde habitam os ciclopes, gigantes de um olho só. A analogia é simples para encontrarmos a nossa percepção devemos trabalhar bem o nosso poder intuitivo, domá-lo e elevá-lo aos céus. Caso contrário, estaremos sempre a andar em círculos dentro de um labirinto infindável, de nós e das nossas ilusões.

O herói torna-se neste trabalho na Alta Sacerdotisa, pois para conseguir caçar o Touro de Creta ele segue a luz que brilha na testa do animal. A Alta Sacerdotisa é o lado intuito, a centelha divina que todos somos. Ela é a guardiã do nosso livro da vida, ela sabe de onde viemos, para onde vamos e regista tudo o que fazemos, quem a encontra terá acesso a tudo.

A Alta Sacerdotisa ensina ao herói que tudo na vida é duplo, que neste Plano Manifestado há divisão binária em todas as coisas, até em si próprio. Para alcançar o seu lado espiritual ele precisa de conhecer o seu lado animal.

Mas, o objectivo deste trabalho de Hércules é o encontro do Arcano A Lua, senhora e regente do lado nocturno do Homem. A Lua é a energia da percepção no seu apogeu. Ela representa o herói que alcançou a terra dos Ciclopes e que apenas rege a sua vida através do olho da mente.

Não obstante, esta energia pode ser prejudicial ao herói. Quando a Lua não é dominada, ela própria nos faz andar em círculos, embrenha-nos num labirinto onde a sua luz nos faz ter uma visão muito pouco clara do caminho. A tarefa do herói neste arcano é dominar o seu lado animalesco e passar a prova, deixar de agir de forma impulsiva, advenha ela de um ego descontrolado ou de uma percepção mal domada.

Portanto, neste trabalho para alcançar a energia da Lua de forma correcta, o herói tem de passar pelo Diabo primeiro, pois ele terá de compreender a natureza das coisas. O Diabo é o confronto connosco, com os nossos desejos, com as nossas ambições, com a utilidade que damos à nossa percepção. A alta Sacerdotisa coloca o herói frente à besta e numa luta interminável, o herói acaba por a conseguir montar.

Neste trabalho, porém, parece que Hércules conseguiu de forma muito simples montar o animal e a pergunta que nos será obrigatório colocar é «Estará esse animal bruto em nós algum dia dominado? Seremos nós que o montamos sempre ou haverá alturas em que ele nos monta a nós?»

«Para alcançar a luz da Lua o herói precisa de ir conhecer a escuridão do Diabo. Para sair da escuridão, o herói precisa de aceder à luz, usando da sua criatividade.»

2 comentários:

Reyel disse...

Esses textos estão maravilhosos!

Estou aprendendo muito!!!

Obrigada por acompanhar meu blog SPA!

Bjo na alma...

Onda Encantada disse...

Reyel,

ainda bem que aprecias. Retiramos realmente muito ensinamentos destes Trabalhos de Hércules.

Grata por passares pela minha casinha.

Bjo sereno

Onda Encantada

Selos

EU SOU LUZ E QUERO ILUMINAR...
Cada passo do meu caminho para poder partilhá-lo contigo.