terça-feira, julho 28

Místico Prático


O misticismo é uma fase da evolução humana e por ela todos, mais cedo ou mais tarde, temos de passar. É um dos processos de aproximação à alma, núcleo profundo e elevado do ser.

A certa altura da evolução, a nossa pessoa externa é atraída pela alma. A união desse núcleo é então, aos poucos, desejada e a atenção da personalidade de volta para ele. É aí que começa o misticismo. Sentimentos, pensamentos e acções interagem e se juntam em busca de algo maior.



Assim, pouco a pouco a personalidade vai tendo suas forças reunidas e controladas pela alma e se aproxima cada vez mais dela. E o misticismo vai crescendo. Quando por fim a personalidade é absorvida na alma e se deixa coordenar totalmente por ela, termina o que se chama misticismo e tem início outro processo: o da união com a Mónada, núcleo ainda mais elevado do ser.


Durante o processo do misticismo, a alma vai-se revelando cada vez mais à personalidade...... quem entra no caminho místico deve saber, desde o início, que seu destino é a vida imaterial e que não deve contar com as protecções especiais nem com favores da energias superiores, pois isso encheria a sua vida de quimeras.


O místico não retém as graças que recebe. Mesmo que viva uma experiência profunda e importante para si, entrega-a ao Alto com desapego e a deixa fluir sem alimentar desejo de continuá-la. Sua principal função é a de irradiar para todos o que está desenvolvendo em si.


O místico deve permanecer tranquilo, neutro e impassível. Assim, por seu intermédio a alma pode canalizar energias... ele trabalha de maneira efectiva também na vida externa, e pode-se ver que sua actuação é bem mais convincente e forte que a das pessoas comuns.






O misticismo autêntico é o dos dispostos a persistir, mesmo que nada de sobrenatural estejam percebendo. Há casos em que o místico nem mesmo sabe que é místico. Atravessa longos períodos sem ter sinal algum de vida interior. Mas persevera, sem nada ver, nada saber e nada sentir dos mundos superiores. Mantém-se paciente, voltado para a alma. É observador e sabe apreciar o que de positivo vai acontecendo na sua vida, sem se esquecer de que a maior parte da sua atenção deve estar nos factos interiores, ainda que deles não tenha indícios.... tal místico deve estar pronto para servir sem perder sua sintonia com o mundo interior ... a sua necessidade é a de ir para dentro de si e precisa aprender a fazer isso sem deixar de realizar o que lhe cabe no plano material, tornando-se um “místico prático”.... no exercício no misticismo, o seu ego vai sendo transcendido e sua vida vai se polarizando em núcleos superiores do próprio ser e do Universo.


Quando o misticismo começa a crescer em alguém, é normal que despontem nele o orgulho e a vaidade. Costumam ser muitos mais fortes que os das pessoas comuns e, não raro, vêm camuflados. Além disso, nesse caminho há de se ter cuidado com a imaginação, porque se torna também mais forte. Os pensamentos e sentimentos emitidos passam a actuar de maneira mais incisiva e magnética no campo mental e no astral planetários. Os que vivem nessa espécie de misticismo têm na época a evolução acelerada. Há muitas forças positivas introduzindo-se na Terra, forças aqui desconhecidas. Compete a eles abrirem-se a essas novas energias, irradiá-las sem se darem a perceber. Terrenos de todo virgens estão para ser descoberto no interior do ser.



Texto retirado de : O Místico Prático, por Trigueirinho
Imagens: http://www.starwheels.com

(Post Reeditado)


6 comentários:

António Rosa disse...

Muito bom. Agradecido.

Célia Marina disse...

Om Shanti!!!

Namastê

Célia Shanti Priya

IdoMind disse...

Ora aqui está um místico em acção: a partilhar conhecimento de forma prática!
Gostei imenso.Tavez por ser Touro, as coisas fazem-me sentido quando posso tirar utilidade delas, para mim e para todos nós.
Excelente. Resumes tudo aquilo que acrdito que deve ser o nosso caminho por aqui.
Abraço

Lucília Ramos disse...

Olá menina!

Tens um novo 'look'! Gostei!

Textos para eu ler e reflectir. Muito bom!

Dou-te um pouco de água fresquinha, em troca.

Vim da serra e para lá voltarei... nem sei é o vento se o coração que me arrastam.

Beijo,
Lucy

Onda Encantada disse...

IdoMind,

Grata pela tua presença :)
Bem... eu agradeço o elogio, mas isto é um texto de Trigueirinho ehehe... eu só o partilho ;)

E partilho porque me faz imenso sentido.
Andamos não sei quantos anos em busca de nós próprios, ao encontro do nosso ser, por isso, e esta é a minha verdade, eu para além de SER, devo partilhar com os meus irmãos e ajudá-los, seja simplesmente através de um sorriso, seja de um abraço, seja de uma palavra.
Certamente que a partilha de conhecimento, e da nossa própria experiência poderá fazer aumentar as vibrações de alguns e consequentemente do planeta.

O que te parece?

Abraço

Onda Encantada

Onda Encantada disse...

Olá Lucinha linda,

Olha que um 'cadinho de água fresquinha ía bem! Tá tanto calor por aqui!

Vais para a serra e eu vou me banhar nas águas cálidas de um mar que me espera, já no sábado!

As tão merecidas férias! Ufa...

Ainda bem que gostaste deste texto. Eu também já tenho literatura para as férias, desta feita, levo Luis Castaneda, nos seus contos xamanicos :)

Beijocas boas e frescas e continuação de boas férias

Onda Encantada

Selos

EU SOU LUZ E QUERO ILUMINAR...
Cada passo do meu caminho para poder partilhá-lo contigo.