segunda-feira, setembro 18

DESIDERATA





"Siga tranqüilamente entre a quietude e a pressa, lembrando-se de que há sempre paz no silêncio. Tanto quanto possível sem humilhar-se, mantenha-se em harmonia com todos que o cercam.

"Fale a sua verdade, clara e mansamente.
"Escute a verdade dos outros, pois eles também têm a sua própria história.
"Evite as pessoas agitadas e agressivas: elas afligem o nosso espírito. Não se compare aos demais, olhando as pessoas como superiores ou inferiores a você: isso o tornaria superficial e amargo.
"Viva intensamente os seus ideais e o que você já conseguiu realizar. Mantenha o interesse no seu trabalho, por mais humilde que seja ele é um verdadeiro tesouro na continua mudança dos tempos.

"Seja prudente em tudo o que fizer, porque o mundo está cheio de armadilhas. Mas não fique cego para o bem que sempre existe. Em toda parte, a vida está cheia de heroísmo.
"Seja você mesmo.
"Sobretudo, não simule afeição e não transforme o amor numa brincadeira, pois, no meio de tanta aridez, ele é perene como a relva.
"Aceite, com carinho, o conselho dos mais velhos e seja compreensivo com os impulsos inovadores da juventude.
"Cultive a força do espírito e você estará preparado para enfrentar as surpresas da sorte adversa. Não se desespere com perigos imaginários: muitos temores têm sua origem no cansaço e na solidão.
"Ao lado de uma sadia disciplina conserve, para consigo mesmo, uma imensa bondade.
"Você é filho do universo, irmão das estrelas e árvores, você merece estar aqui e, mesmo se você não pode perceber, a terra e o universo vão cumprindo o seu destino.
"Procure, pois, estar em paz com Deus, seja qual for o nome que você lhe der. No meio do seu trabalho e nas aspirações, na fatigante jornada pela vida, conserve, no mais profundo do seu ser, a harmonia e a paz.
"Acima de toda mesquinhez, falsidade e desengano, o mundo ainda é bonito.
"Caminhe com cuidado, faça tudo para ser feliz e partilhe com os outros a sua felicidade".

* DESIDERATA - Do Latim Desideratu: Aquilo que se deseja, aspiração.
Este texto foi encontrado na velha Igreja de Saint Paul, Baltimore, datado de 1692. Foi citado no livro "Mensagens do Sanctum Celestial", do Fr. Raymond Bernard.
Desde que me conheço, que vejo um quadro em casa com este texto. Mais tarde, saí de casa e o quadro acompanhou-me. Hoje continua comigo. Já lá vão mais uns quantos anos, e cada vez o leio com maior felicidade e compreensão.
E hoje percebo a força que sempre teve e onde me ajudou a construir.
Muita paz

3 comentários:

greentea disse...

andei a ver o tu blog e concluoq tb andavas a postar sobre Afrodite - deIsabel Allende...

Gosto imenso dos livros dela.
Um abraço

António Rosa disse...

Apresento-vos uns aos outros.

Um abraço,

António Rosa


Este é um comentário igual para os seguintes bloguistas:

http://beatrizneves.blogspot.com
http://cyber7.blogspot.com
http://www.ondaencantada10.blogspot.com/
http://fuzilcosmico.blogspot.com
http://meuladoinfinito.blogspot.com
http://ocalicesagrado.blogspot.com
http://deumrapazchamadogolfinho.blogspot.com/
http://autora-curahalma.blogspot.com
http://blogdovitorino.blogspot.com
http://onovohomem.blogspot.com

P.S.: Espero não me ter esquecido de ninguém.

Cachorro Cosmico Branco disse...

Greentea, olá!
Bem vinda ao meu espacinho cósmico. :)

Gosto muito de I.Allende, tem magia na escrita, e absorve-me.

Obrigada pela visita.
Um abraço de luz para ti



Caro António,
Obrigada pela apresentação a que se propôs.
Este mundo da bloga é mesmo louco.
Louco de são, Louco de encantador, Louco de viciante.
Gosto de o ver por cá.

Quem diria... ;)

Um grande grande abraço

Selos

EU SOU LUZ E QUERO ILUMINAR...
Cada passo do meu caminho para poder partilhá-lo contigo.